quinta-feira, 18 de agosto de 2011

O que para mim era perfeito, hoje não é mais...

O que vou escrever aqui, não é para uma recordação do pequeno, mas sim um alerta...
E antes de alguem pensar qualquer coisa, não sou fresca, muito pelo contrario, não exijo quase nada, e sei que nada é perfeito...
Bom, esses dias estava tranquilo, meu marido não estava precisando de ajuda no serviço e eu optei por ficar um tempo na creche do Davi, pois se o levasse para casa, ele iria se distrair com desenho ou briquedos, e eu queria um tempo com ele, e como na creche ele me dava atenção, resolvi ir para la...
Cheguei la, e vi um defeito que não havia visto antes, a sala com mais de vinte crianças e so um professora ( o certo e uma professora a cada cinco crianças) nem preciso dizer o caos que estava ne???
A professora não conseguia acompanhar nada, derrepente tinha três brigas diferentes em cada canto da sala, e ela não conseguia ver todas, o que é logico, afinal crianças de dois anos são rapidas...
Não comentei nada, porque queria deixar a rotina rolar, o comportamento das professoras ja eram diferenciados pela minha presença, e não queria algo superficial, queria ver o que realmente acontecia ali...
Pensei comigo que seria uma excessão, pois, uma das professoras do Davi é como se fosse uma diretora, ela fica de olho em todo colegio ajudando a dona, e ela tambem ja esta com sete meses de gravidez, então, imaginem que não e facil para ela tambem...
Mas vi essa mesma situação acontecendo pela segunda e terceira vez, e o mais grave, depois de um tempo em que eu estava sentada no canto da sala brincando com o Davi, a professora simplesmente saiu da sala, não me perguntou se poderia olhar as crianças rapidamente, nada, tudo bem que ela ficou em frente a sala mas de costas, ficou por dois minutos assim, o que é mais que suficiente para uma criança se machucar feio, pegar algo, enfiar no olho da outra, não isso não aconteceu, mas fiquei doida por esses dois minutos pois era um batendo dali, outro puxando o cabelo no outro lado, um subindo em cima da mesa... a professora entrou e não falou nada, e mais uma vez fiquei quieta...
Ontem fui para la de novo e fiquei por uma hora e meia e foi suficiente para ver mais defeitos, um exemplo era o ar desligado em plena quatro horas da tarde (lembrando que aqui estamos na epoca mais quente do ano em que esta quase quarenta graus, e não tem janelas, e a porta fica fechada, so abre quando passa uma professora ou aluno) sentei no chão como faço sempre e ja estava com muito calor, e assim ficou, ate a hora que fui embora elas não haviam ligado novamente...
Era hora da janta e do banho, então uns estavam la fora jantando, outros banhando e outros na sala esperando a sua vez como meu pequeno...
Chegou a janta e eu disse que eu mesma dava para Davi, meu marido chegou para buscar algo que estava no carro e logo saiu, Davi ficou perto da porta, e uma professora entrou e saiu, mas na hora de sair ela fechou a porta no dedo do Davi, ele gritou desesperadamente...
Se a professora que fechou a porta olhou para ver o que era??? que nada, saiu e nem viu o que aconteceu, a outra que estava dentro da sala, estava dando janta e so ficava perguntando, o que aconteceu, o que aconteceu Davi??? afinal ate ali não tinhamos visto, então sai correndo de onde estava para ver o que era e la estava o dedo preso, fiquei irada, pela falta de atenção da que saiu e nem viu e da outra que estava do lado e não parou de dar a janta para ver o que aconteceu, e me pergunto, se não estivesse la, quanto tempo ele ficaria assim??? 10, 20 segundos??? não é pouco tempo, pois o dedo ficou muito menos que isso e estava roxo...
De novo não falei nada...
Davi ja não queria comer, estava zangado, e vi um aluno pedir água e Davi viu e queria água tambem, so que os copinhos estava vazios, ate a professora chamar a outra, para encher, pegar, voltar, foi 20 minutos (lembrando que os copos ja estava vazios então não sei qual foi a ultima vez que eles beberam água)...
Davi toma muita ãgua, ainda mais naquele calor com o ar desligado...
Outro fato que me deixou irritadissima foi ver a aluna jantando e pedindo água e a professora dizer que so ia dar depois de jantar.. OIIIIII... e aquele calor???? me controlei e não disse nada...
Fora o fato de eu chegar e a fralda pesada, cheiaaaa, mas não conto pq é quase toda creche...
Fiquei desapontada, afinal se vcs lerem uns posts atras, eu so elogiava a creche...
Fiquei desapontada e chocada, afinal não fui vigiar a creche e sim ficar com meu filho, e me deparo com todos esses defeitos...
Andei olhando nas outras duas salas, em que uma era berçario e a outra era o maternal 3, e não vi esses defeitos, o berçario tambem se deixasse só ne, e quem cuida do outro maternal é uma vizinha minha que tem um filho que chama Davi tbm, e ela é muito cuidadosa...
Meu marido e eu conversamos muito, pensamos em tirar, mas resolvemos deixar meio periodo, pois agora ele começou a falar mais por causa dos coleguinhas, e que, quando desse para levar ele junto para trabalhar, o levaremos...
Ele de qualquer maneira iria sair em dezembro, mas a professora "diretora" que deixa tudo em ordem e cuida quando a dona não esta, esta de sete meses de gestação, então em breve estara de licença, e se nesse periodo a creche piorar, nem no meio periodo ele fica mais ate dezembro...
E se vcs vissem o quanto Davi fica sorridente quando não vai para a creche, nunca vi meu filho tão feliz, e ele adorava a creche...
Hoje na hora que o deixamos, ele chora muitooo...
Como é bom obsevarmos...

12 comentários:

  1. Rafa, eu aqui do outro lado fiquei desesperada com tudo que vc observou, são erros graves, nossa!Como é que pode né?!Ainda bem que ele só vai ficar meio periodo, agora entendo o porque dos choros tadinho...Beijos no coração!!!
    Val e Gui

    ResponderExcluir
  2. Rafa! Que desespero!
    Quantos erros... sei que professora não dá conta de olhar todas as crianças mesmo quando segue a regra de 1 professora para cada 5 alunos. Imagine então, 1 professora sozinha numa sala com mais de 20!
    Olha, se eu fosse você não deixava nem meio periodo mais...
    Na escola do Lucas, graças a Deus, nunca observei erros tão gritantes, apenas coisas de toda creche: fralda cheia, bumbum um pouco assado, brigas que logo são resolvidas, etc... E ele fica feliz ao chegar lá, se não estivesse bem ele seria o primeiro a me dizer, mesmo não expressando verbalmente.
    Espero que você consiga uma solução, pois deixar ele nesse campo de batalha é judiação, pra ele e pra você!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Poxa Rafinha, que coisa chata! Realmente é muito ruim a gente ver uma situação dessa. Afinal de contas a gente paga caro pra ver nossos filhos bem cuidados.
    Na escola da Luísa a salinha do maternal tem 2 professoras pra 10 alunos.
    Fico imaginando nesse calor as crianças sem ar condicionado e sem tomar água... VC tem que falar alguma coisa Rafa, até pra essas professoras se ligarem mais.
    Que na próxima escolinha fique tudo melhor
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Puxa... eu como professora fico com vergonha quando leio essas coisas... me dói o coração ver que temos colegas de profissão que não nasceram para isso mesmo. Mas vamos lá: a escola deixar 1 professora tomando conta de 20 alunos com 2 anos é no minimo o cúmulo. Eu dou aulas para crianças de 5 anos e tenho 22 e as vezes me vejo doida com todos eles, imagina os pequenos que tem mais energia ainda e resolvem seus conflitos praticamente sempre fisicamente? E outra, a doida machuca a criança, escuta ela reclamar e não pára para olhar o que foi? Muitos erros uns atrás dos outros... se tiver chance de trocá-lo de escola faça isso. E se precisar de alguma coisa me avisa. Beijos mil

    ResponderExcluir
  5. É complicado mesmo... Morro de medo quando essa hora chegar, que eu tiver que escolher uma escola para a Alice. É difícil, porque perfeito mesmo nenhuma escola vai ser, mas são muitos erros e graves. Fiquei chocada pelo descaso quando prenderam o dedo do Davi... Chato mesmo.
    Boa sorte, um beijo e estou seguindo! (:

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Passando aqui pela primera vez.
    Nossa... fiquei chocada com isso.. como pode? graças a Deus q vc esteve là e pode ver tudo isso. E pode entender agora pq seu bebe chora quando vai pra là.
    Crianças precisam de um ambiente q os deixe satifeitos tbm, q lhes dê segurança e nao fiquem com medo, de q outro coleguinha brigue com eles, ou nao ser atendidos quando tem uma necessidade VITAL, como e beber agua.
    Nossa, muito descaso.
    Eu me quixo do descaso do hospital onde tive minha bebê, e terrivel!
    A gente tem vontade de denunciar! afff
    bjs.

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde! Estou passando para divulgar a seção "Detalhes de um chá de bebê perfeito" do meu blog. Dicas, links úteis e outras coisas para ajudar as futuras mamães a planejarem o chá de bebê dos sonhos.

    Caso tenha interesse, aguardo sua visita!

    Beijosss...

    ResponderExcluir
  8. nossa!!! amiga fiquei imaginando mesmo q teria sido se vc ñ estivesse lá na hr q prendeu o dedinho! gente q absurdo!!!

    ResponderExcluir
  9. Pois é... às vezes a gente acha que é súper bom e não é. Mas uma coisa é certa. Ninguém nunca vai cuidar tão bem quanto nós. Isso é fato. Mas também às vezes não dá para ficarmos com eles o tempo todo e temos que deixar em algum lugar. E se for para deixar em algum lugar que seja pelo menos razoável, né!?

    Acho que o termômetro é, fora a nossa opinião, se o pequeno gosta de lá ou não. Pelo que entendi ele gostava mais da escola antiga, né?

    A escolinha da Isa é boa mas é claro que não é perfeita. Tem aquela coisa das papinhas terem sal e serem no liquidificador. Fora que o leite que eu mando - meu leite, congelado - elas 'descongelam' no microondas e daí esquentam em banho-maria. Segundo elas o problema só é colocar no micro para esquentar. Enquanto ainda está congelado não tem problema.

    Óbvio que tem! Tentei explicar mas sabe como é né. O que eu tenho feito é descongelado ele em casa mesmo, na noite antes de ela ir para a escolinha, na geladeira, assim elas só têm que esquentar em banho-maria. Mas vai saber se elas não usam o microondas? Eu continuo tirando apesar disso porque se eu parar de tirar eu paro de produzir. Mas é assim... fazer o quê, né...

    Meus sobrinhos vão para o CEU, é uma escola pública de educação infantil. Muito boa em vários sentidos. Mas minha sobrinha pegou uma turma que só tem professora mais velha e sem tanta energia / paciência. Meu sobrinho pegou professoras mais novas e criatvias, dinâmicas. Vira-e-mexe não tem aula - a tal 'jornada pedagógica - e eles ficam numa escolinha particular que minhas irmãs conseguiram um esquema para pagar avulso. E minha sobrinha prefere essa escola. Enauqnto meu sobrinho prefere a pública.

    Por isso o gosot da criança diz muito.

    O chato é nossa decepção quando esse tipo de coisa acontece. Espero que vocês consigam achar uma solução. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Caramba, Rafa! Eu não sei se conseguiria manter a calma como voce fez. acho que exploderia quando o dedinho dele ficou preso na porta. Em março do ano que vem, Ana Luiza fará dois aninhos e eu vou colocá-la na escolinha e já sofro por antecipação! Apesar de saber que a escola onde ela vai estudar é muito boa, morro de medo. o que me tranquiliza, é que o filho de uma amiga minha estuda lá e adora e já fiquei observando o funcionamento da escola com esta minha amiga (eu ainda estava gravida, mas já estava preocupada com isso) e não vi estes problemas, que você verificou na escola do Davi. Mas sei que quando chegar a hora de levar a minha pequena para a escolinha, ficarei com o coração apertado!

    ResponderExcluir
  11. Ei... que bom conhecê-la... e a história de Davi tb!!!
    Menina, que coisa... isso nem parece uma creche... tá vendo a importância de nós participarmos de tudo o que acontece na vida dos pequenos... mas acho que vc deveria ter falado algo, sei lá, com um jeito delicado, mas demonstrando a sua insatisfação e preocupação de mãe... as coisas podem só piorar msm com a saída da diretora... tenta conversar em particular com ela sobre o que observou... é apenas uma sugestão... vai que ela te ouve e as coisas mudam!
    Bjo bjo

    ResponderExcluir
  12. Que coisa Rafa!!!! Não tem nada pior que sentir insegurança no lugar que deixamos o que temos de mais precioso né???
    E se ele não anda feliz é preciso mesmo ficar atenta... teve uma fase da escola do Nino que fiquei super "de olho" pra ter certeza que estava fazendo a escolha certa mesmo.
    Bjinhosss

    ResponderExcluir

Davi e eu adoramos sua visita...