quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Relação aluno / professor

O que vai ser indispensavel na minha relação de mãe e filho com o Davi é o dialogo.
Vocês ja pararam para pensar o que um professor é na vida de um aluno???
Muita coisa, afinal ele é um educador, esta presente todo dia na vida daquela criança, é tambem um espelho...
O professor é alguem que tem o controle dos alunos na mão...
Vocês sabem quantas professoras más tem por ai??? vocês sabem quantas professoras marcam só por maldade??? quantas professoras fazem alunos passarem medo???
Claro que essas são a excessão e que muitas são um anjo, mas essas poucas ruins que existem são terriveis...
Digo que o dialogo entre filho e mãe é importante ate para se conhecerem, para vocês terem uma confiança, e a criança saber que se houver algum problema ele pode contar com você, mãe e pai.
Meu filho vai ter respeito mas medo jamais...
Sabe porque eu comecei esse post??? porque ja vi varios tipos de profesoras, daquela que vive na base de ameaça, que mesmo o aluno estando certo ele tem que ficar calado, porque senão a professora faz questão de chamar a mãe ou pai que são daqueles que so acreditam na professora e quando chegam em casa dão uma surra na criança.
Tem umas que fazem só de sacanagem, ruindade mesmo...
Outras que não defendem um aluno que esta ali, envergonhado e com medo, porque os colegas da sala estão provocando, chamando por apelidos, diminuindo, e muitas dessas professoras participam dessas "brincadeiras"...
Outras que jogam aquele aluno que tem dificuldades la embaixo, a ponto da criança não estar mais estimulada, não querer mais estudar.
Então é muito importante participar da relação aluno/ professora, de ir na escola, saber como é seu filho, e saber conversar em um problema...


Lembrei dessa relação agora que voltei para faculdade...
Faço o curso de direito, estou no primeiro periodo, e é bem chato, afinal são materias meio nada haver com o curso.
Uma das materias e comunicação e expressão, e sempre que alguem perguntava quem era a professora, e quando falavamos o nome, todos, mas todos falavam que a mulher era uma bruxa, que era uma das que havia mais desistencias nas turmas, que na turma passada de 59 alunos, 50 desistiram, 9 fizeram a prova e só 5 passaram.
Achei exagero, pois vi que ela era exigente, mas a aula dela era engraçada, era boa.
Fizemos uma prova valendo 7, sai achando que tinha me saido muito bem, e quando recebo o resultado, pasmem, tirei 1.6
Minha sala tem 53 alunos por ai, e so 4 tiraram notas boas, o resto foi tudo por ai, de 1 ponto a 3 no maximo.
Fiquei mal, estou mal ate hoje rs, ela conseguiu me desistimular do curso, juro que se minha sogra não tivesse falado que o primeiro periodo era tão chato eu mudaria e curso.
E essa professora é tão assim, que ela disse que se a nossa turma estivesse saindo bem nas outras 4 materias é porque os professores estavam passando a mão na nossa cabeça, pasmem de novo, agora minha sala só tem burro.
Parando para ver minha prova e a dos colegas, os comentarios são bem ironicos sabem, e mesmo a questão certa ela jogava a pontuação la embaixo por causa de uma virgula ou qualquer outra coisa...
Não quero que ninguem passe a mão na minha cabeça, mas você sabe quando é ruindade, pirraça, gosta de ser bruxa mesmo.
Quer dizer, o que é mais facil, uma professora estar errada ou 4 professores??
Eu fiquei sabendo que ja fizeram abaixo assinado para ela sair e a faculdade não fez nada, mesmo com tudo isso e a grande desistencia das turmas, somos obrigados a aguentar isso...
Alguns estão pensando em trancar a materia e fazer com outra professora, eu ainda não sei o que fazer, mais fiquei bem decepcionada.
E vi como uma professora ate hoje, comigo adulta, é capaz de me desistimular...
E bola para frente, vou ver se continuo fazendo a materia dela ou se tranco.
Mas a faculdade vai continuar firme...

6 comentários:

  1. Rafa infelizmente existem professores que sentem prazer em serem carrascos. Sou formada em Direito e concordo plenamente com sua sogra: o 1° ano é o mais chato de todos, do 2° em diante vai melhorar pois vc ja vai ter matérias realmente relacionadas ao Direito e em algumas vai até se apaixonar. Continue firme , forte, eu tbém tive umas "bruxas" dessas pelo caminho, é realmente desistimulante mas junte as pedras pelo caminho e faça um lindo castelo. Bjos e boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Pois é...ha muita gente por ai assim ainda..infelizmente..mas nao desista se torne forte e superior a essa mulherzinha de baixo nivel : D Pois se estudar conseguira...tente pasmar ela com sua inteligencia ;)

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Pois é...ha muita gente por ai assim ainda..infelizmente..mas nao desista se torne forte e superior a essa mulherzinha de baixo nivel : D Pois se estudar conseguira...tente pasmar ela com sua inteligencia ;)

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Minha mãe é professora, então sempre tive um carinho por todos os meus professores, aprendi desde cedo a respeitá-los. Mas infelizmente tive uma professora na faculdade que provavelmente não aprendeu isso, me deixava para baixo constantemente ter que assistir a aula dela. Mas não era só comigo não, era com uma grande maioria. Infelizmente. Porque a matéria dela é uma das principais para o Direito e eu passei em todos os semestres "na coxa". Uma pena. Mas continua florrr, não deixe essa professora te desanimar não... Beijooos

    ResponderExcluir
  5. Putz Rafaella, seu post me pegou de jeito!

    Primeiro pelo fato de EU ser professora e lecionar crianças. Eu sempre procuro ser justa, jamais permito bullying - mas ao mesmo tempo procuro fazer a criança que está sendo bullied ver que ela tem que se defender, não pode ficar dependendo de adultos para isso...

    Depois porque meus sobrinhos nos contam TU-DO! A gente pergunta qual professora é legal, eles contam se ficaram de castigo, se levaram bronca... E ai das professoras se algum dia eles contarem que lhes fizeram algo de mal! Ao mesmo tempo nós sabemos que criança às vezes fantasia as coisas e exagera e tal mas ficamos de olho. Procuramos trabalhar junto com elas então às vezes elas contam que eles fizeram algo e se concordamos que eles precisam mudar nós conversamos bastante com eles, reforçamos e tal.

    Terceiro porque meu marido, de 52 anos, estava cursando uma faculdade pela primeira vez e seeempre batia de frente com os professores. Ele cursou psicologia. Ha! Ele que já é um psicólogo nato, fazendo faculdade só pela formalidade, bocudo do jeito que é... já viu né. Era um quebra-pau atrás de outro. Ele vivia falando várias, dando várias foras neles... eles ficavam sem saber o quê fazer. Mas também meu marido é foda... discutir com ele não é para qualuqer um (eu que o diga!).

    Continua firme e forte que nem você tá! Se ela começar com gracinha você rebate! Que raiva que dá de gente assim!

    ResponderExcluir
  6. Rsrsrs... professores de faculdade são os piores, toda turma tem que ter aquele que é o "chato". Mas não desiste do curso não. Agora vou puxar a sardinha pro meu lado..r.srsrs. eu sou daquelas professoras que as crianças ainda voltam a escola depois de 3, 4 anos só para visitar a prô querida deles!!! Procuro ser exatemente o contrário do que as minhas más professoras foram e marcar de forma positiva meus alunos, espero que seu filhote tenha a sorte de encontrar boas professoras. Beijos mil

    ResponderExcluir

Davi e eu adoramos sua visita...